Tensão pré-menstrual (TPM)

TPM e a Medicina Chinesa

PMS

Os sintomas podem ser: tensão emocional, nervosismo; cansaço; inchaço e ou/dor no peito e abdómen; dor de cabeça; dor generalizada; diarreia; obstipação; vómitos e náuseas; sangramento do nariz, fezes e/ou urina, febre, acne, alterações de apetite, etc.

De acordo com a Medicina Chinesa, existem vários mecanismos que são responsáveis por cada um destes sintomas pré-menstruais. Por exemplo, a distensão no peito pré-menstrual indica normalmente estagnação nos canais (meridianos) do Fígado e do Estômago que conectam com o peito. A acne pré-menstrual é frequentemente associada a calor nos Pulmões, entre outros exemplos.

Nestes casos, o tratamento com a Medicina Chinesa ronda tipicamente os 3-4 ciclos menstruais e o número de tratamentos irá diminuir consoante os ciclos e a evolução dos sintomas. Consiste principalmente em acupuntura, medicina herbal, alimentação e, eventualmente, algumas modificações do estilo de vida. O tratamento não suprime simplesmente os sintomas, mas tenta sempre ir à raiz do problema para que os resultados perdurem muito tempo após ter terminado o tratamento.

A medicina convencional explica os sintomas em termos de hormonas, prostaglandinas e neurotransmissores. A Medicina Chinesa explica através de conceitos como Qi, Sangue, Yin, Yang, 5 movimentos e os 12 órgãos e vísceras, o que pode parecer pouco científico, mas tem provado a sua eficácia ao longo de mais de 100 gerações de prática clínica.

Anúncios

Tratamento Complementar para Quimioterapia e Radioterapia

683-cancer-cell

Este tipo de doença é um exemplo típico em que a combinação da medicina chinesa com a medicina convencional é, sem dúvida, a melhor solução para o doente.

Inúmeros estudos indicam que combinando a Medicina Herbal Chinesa e a Acupuntura com os tratamentos convencionais de Radioterapia e Quimioterapia, não só aumenta a eficácia do tratamento, como também diminui significativamente os efeitos secundários e complicações associadas aos diversos fármacos citotóxicos.

Estudos clínicos têm demonstrado que existem grandes vantagens quando se utiliza a Medicina Herbal Chinesa, em termos de supressão da progressão do tumor e aumento da sensibilidade ao tratamento convencional. Também reduz eficazmente muitos dos sintomas, tais como: dor, cansaço, diarreia, obstipação, náuseas, vómitos, perda de apetite, perda de cabelo, tonturas, mal-estar geral, depressão, fragilidade das unhas, supressão da medula óssea, dormência, formigueiro, parestesia de mãos e pés, aftas, febre, reações cutâneas, cistite, protege o fígado, melhora as infeções respiratórias e ainda melhora os sintomas relacionados com caquexia.

A Acupuntura é utilizada neste tipo de tratamento para complementar a Medicina Herbal e ajudar a minimizar ainda mais os efeitos secundários.

Idealmente, o tratamento com a Medicina Tradicional Chinesa deve ser iniciado duas semanas antes de iniciar os tratamentos convencionais e terminar duas a seis semanas após o final do tratamento, sendo, no entanto, eficaz em qualquer altura.