Sinusite

sinusite

A sinusite é uma inflamação dos seios perinasais provocada por uma alergia, uma infeção viral, bacteriana ou fúngica. Esta inflamação pode ser aguda ou crónica e provoca uma secreção excessiva de muco, o que em conjunto pode obstruir os seios, impedindo a drenagem. Neste caso, vamos ter obstrução nasal, perda de cheiro e dor na cabeça e face. Pode também ocorrer pinguna, tosse, garganta dolorida e uma mucosidade espessa amarela ou esverdeada. A sinusite aguda é geralmente devido a uma infeção bacteriana e é habitual desenvolver-se depois de uma infeção viral do trato respiratório superior como uma constipação comum ou rinite alérgica. Enquanto que a sinusite crónica pode ser assintomática e é habitualmente associada a dor de cabeça, face ou pescoço, corrimento nasal e/ou pinguna, tosse ,etc. No entanto, não é frequentemente associada a uma infeção e pode ser causada por alergias, mudanças de temperatura e pressão atmosférica, fumo, etc. O uso abusivo de sprays nasais, fumar, natação e mergulho pode aumentar o risco de desenvolver sinusite.

A Medicina Chinesa, em especial a Acupuntura a Fitoterapia (combinações de plantas com fins terapêuticos) a massagem Tuiná e algumas recomendações dietéticas, proporcionam um enorme alívio dos sintomas relacionados com a sinusite de uma forma natural. O tratamento pode ser feito de forma preventiva ou na fase em que o doente apresenta os sintomas.

Síndrome do Cólon Irritável

IBS

A síndrome do cólon irritável (SCI) afeta três vezes mais mulheres do que homens. É uma perturbação da mobilidade de todo o trato gastrointestinal com intensidades variáveis de dor abdominal, obstipação ou diarreia, muito associado ao stress em indivíduos suscetíveis. A dor abdominal tende em aliviar depois de uma evacuação. Pode ser acompanhado por outros distúrbios gastrointestinais, tais como inchaço, gases, náuseas, muco, sensação de evacuação incompleta ou dor no ânus e no reto. A síndrome do cólon irritável também é acompanhada de sintomas de natureza não digestiva, tais como: dor de cabeça, cansaço, moleza, depressão, ansiedade e falta de concentração. Felizmente, a maioria das pessoas apenas sente alguns destes sintomas, mas de uma forma periódica. A síndrome do cólon irritável é uma desordem gastrointestinal puramente funcional, ou seja, não é conhecida nenhuma causa anatómica, bioquímica ou infeciosa. Os sintomas podem ser, por vezes, confundidos com outras condições, por exemplo, intolerância à lactose, infeções bacterianas, parasitas, cancro, entre outros. Por esta razão, dependendo da severidade dos sintomas, idade e do seu estado geral de saúde é, por vezes, necessário fazer alguns testes para poder excluir outras causas, antes de se diagnosticar a síndrome do cólon irritável.

A Medicina Tradicional Chinesa tem em conta todos os aspetos desta síndrome e pode ser utilizada tanto numa fase aguda como preventivamente.  O tratamento é adaptado a cada caso e consiste em recomendações dietéticas (alguns alimentos que devem ser evitados e alguns recomendados), fitoterapia (combinações de plantas terapêuticas específicas), acupuntura e técnicas de relaxamento. Regra geral, obtêm-se ótimos resultados.

Otite nas crianças

 

ear-ache

Otite média aguda é uma inflamação do ouvido médio, frequentemente causada por uma infeção bacteriana ou viral. É uma das queixas pediátricas principais no ocidente. Estas infeções ocorrem tipicamente por volta do aparecimento das primeiras dentições. Também surgem muitas vezes quando o bebé começa a ingerir comida sólida pela primeira vez.  Os sintomas típicos são dor ou formação de pus. Nas crianças também pode manifestar-se através de febre, perda de apetite, irritabilidade, vómitos, diarreia, etc. Habitualmente a criança constipa-se e desenvolve depois uma dor de ouvido e febre, ocorrendo muitas vezes diminuição da audição desse lado. É a razão ou uma das razões principais para a prescrição de antibióticos nos primeiros anos de vida. O antibiótico normalmente resolve a infeção aguda, no entanto, a criança desenvolve outra infeção pouco depois de terminar a toma e, tipicamente, a criança toma novamente antibióticos e assim sucessivamente. Por esta razão, os pais são por vezes aconselhados a colocar tubinhos nos ouvidos para ajudar a drenar e a prevenir a rutura do tímpano. Como especialista em Medicina Chinesa, tenho ouvido estas histórias inúmeras vezes.

Felizmente a Medicina Tradicional Chinesa tem uma alternativa eficaz que evita em muito a toma de antibióticos. O tratamento pode consistir em gotas que se podem colocar diretamente no ouvido, compressas, fórmulas herbais para tomar por via oral (em pó ou liquido) e estimulação de alguns pontos de acupuntura (pode ser com agulha, laser ou em forma de massagem). O tratamento pode ser feito na altura em que a criança está com uma infeção aguda ou como prevenção, após a infeção ter desaparecido ou mesmo antes de aparecer. A prevenção é a melhor forma de quebrar o ciclo com os antibióticos.

Pontos de Acupuntura para reforçar o sistema imunitário

A Acupuntura pode ajudar a tratar e a prevenir constipações. Os quatro pontos seguintes ajudam a reforçar o sistema imunitário e a diminuir a probabilidade de contrair constipações nesta altura tão propícia. Pode pressionar os pontos em si mesmo, num familiar e em crianças que necessitam de um reforço da imunidade. Os pontos são os seguintes:

Rim 27 – É um ponto rei para reforçar o sistema imunitário em pessoas que são propensas a terem sintomas das vias respiratórias superiores. É localizado sensivelmente 2,5cm lateral à linha média anterior no bordo inferior da clavícula.

K27Points

 

Intestino Grosso 11 – É um ponto mais conhecido por ajudar a reduzir a febre. No entanto, é também utilizado preventivamente para gripes e constipações ou outras situações que comprometem o sistema imunitário. O ponto localiza-se no fim da prega do cotovelo. Procure o ponto mais sensível ao toque.

 li11hold

 

Pulmão 7 – Este ponto é bom para reforçar a energia defensiva e manter um sistema imunitário forte. É também muito utilizado para tratar tosse, dor de cabeça e rigidez no pescoço. Encaixe uma mão na outra e estique o dedo indicador. Na ponta, é onde se localiza o ponto.

Lu7

 

 Estômago 36 – É uns dos pontos mais utilizados na acupuntura. Reforça o sistema imunitário e ajuda a recuperar do cansaço. É um ponto que ajuda a recuperar a energia. Localiza-se sensivelmente quatro dedos abaixo da rótula, lateral à proeminência da tíbia. Por vezes, quando estimulado com alguma intensidade, pode dar uma sensação que irradia pela perna abaixo.

Stomach36

 

Como fazer o tratamento?

Em primeiro, coloque-se numa posição confortável para que tenha acesso a todos os quatro pontos. Depois, vai fazer pressão circular em cada um deles durante sensivelmente 30 segundos, com uma respiração natural. Um de cada vez! No total, são oito pontos, pois são bilaterais. Comece com o Rim 17, depois passe para o Intestino Grosso 11, Pulmão 7 e finalmente Estômago 36. Se sentir algum ponto mais sensível, insista mais um pouco nesse. Pode repetir o protocolo mais do que uma vez e, como manutenção, pode fazê-lo durante dois minutos de manhã e antes de se deitar. Ao sentir-se fraco, cansado ou com o pressentimento que está a ficar doente, faça três vezes por dia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tensão pré-menstrual (TPM)

TPM e a Medicina Chinesa

PMS

Os sintomas podem ser: tensão emocional, nervosismo; cansaço; inchaço e ou/dor no peito e abdómen; dor de cabeça; dor generalizada; diarreia; obstipação; vómitos e náuseas; sangramento do nariz, fezes e/ou urina, febre, acne, alterações de apetite, etc.

De acordo com a Medicina Chinesa, existem vários mecanismos que são responsáveis por cada um destes sintomas pré-menstruais. Por exemplo, a distensão no peito pré-menstrual indica normalmente estagnação nos canais (meridianos) do Fígado e do Estômago que conectam com o peito. A acne pré-menstrual é frequentemente associada a calor nos Pulmões, entre outros exemplos.

Nestes casos, o tratamento com a Medicina Chinesa ronda tipicamente os 3-4 ciclos menstruais e o número de tratamentos irá diminuir consoante os ciclos e a evolução dos sintomas. Consiste principalmente em acupuntura, medicina herbal, alimentação e, eventualmente, algumas modificações do estilo de vida. O tratamento não suprime simplesmente os sintomas, mas tenta sempre ir à raiz do problema para que os resultados perdurem muito tempo após ter terminado o tratamento.

A medicina convencional explica os sintomas em termos de hormonas, prostaglandinas e neurotransmissores. A Medicina Chinesa explica através de conceitos como Qi, Sangue, Yin, Yang, 5 movimentos e os 12 órgãos e vísceras, o que pode parecer pouco científico, mas tem provado a sua eficácia ao longo de mais de 100 gerações de prática clínica.

Dismenorreia (dor menstrual)

O que é a dismenorreia?

Dismenorreia refere-se a dor no baixo abdómen que pode surgir antes, durante ou após o período menstrual e afeta cerca de 50% das mulheres em idade fértil.

Pode ser classificada em dismenorreia (dor menstrual) primária ou funcional e dismenorreia secundária.

dismenorreia primária é aquela que ocorre sem que haja lesões nos órgãos pélvicos. Geralmente, ocorre logo após as primeiras menstruações na adolescência.

dismenorreia secundária está relacionada com alterações do sistema reprodutivo, que podem ser endometriosemiomas uterinos, infeção, anormalidades na anatomia do útero ou da vagina de origem congénita. Outra causa da dismenorreia secundária é o uso de dispositivo intrauterino (DIU).

Como se classifica a dismenorreia em medicina chinesa (MTC)?

Em MTC chama-se Tong Jing (dismenorreia ou dor menstrual).

Os pontos importantes de diagnóstico são:

A dismenorreia que surge no baixo abdómen, antes, durante ou após (um ou dois dias) a menstruação. A dor pode caracterizar-se de várias maneiras (moinha, facada, fria etc…) e pode ser localizada ou irradiar (região lombar e sagrada, vagina, etc.), em quadros severos podem surgir sintomas como vómitos, suores frios, diarreia, mãos e pés frios, síncope.

Devem ser realizados exames médicos que permitam diferenciar a dor menstrual da dor abdominal devido a gravidez ectópica, ou outros problemas relacionados com o útero, ovários, intestinos, etc…

Em Medicina Chinesa compreendem-se 2 tipos de padrões:

Os padrões de plenitude são caracterizados por dor antes e durante o período menstrual, dor que agrava à pressão e os padrões de deficiência que são caracterizados por dor moinha que melhora com pressão e surge durante ou após os períodos menstruais, podendo também haver uma combinação dos dois.

dysmenorrhea

No que consiste o tratamento e qual a sua eficácia?

O tratamento tipicamente consiste na administração de Medicina Herbal Chinesa ( mistura de plantas terapêuticas) de acordo com as características da dor e acupuntura. De uma forma geral, o tratamento é feito durante 3 ciclos menstruais.

As dores podem desaparecer logo no primeiro ciclo ou podem ir progressivamente desaparecendo.

A grande vantagem deste tipo de tratamento, para além de ser um método pouco invasivo, natural e sem efeitos secundários, é o facto de ter em conta a “raiz” do problema e o resultado prolongar-se muito para além do tratamento em si.

Vários estudos demonstram que a acupuntura, especialmente quando combinado com a Medicina Herbal tem resultados muito significativos nesta queixa.

Prevenção e Tratamento da Constipação Comum/Gripe

Girl in winter clothing sneezing

Se tem tendência para ficar facilmente doente, dificuldade em combater a constipação/gripe, fica facilmente com dor de garganta (amigdalite, faringite, laringite etc.) e/ou acaba por recorrer com alguma frequência à toma de antibióticos, este tipo de tratamento é indicado para si.

O que debilita o nosso sistema imunitário?

Alguns exemplos são o stress, excesso de trabalho, dormir mal, má alimentação, tabagismo, falta de exercício e a toma excessiva de antibióticos.

Porquê evitar os antibióticos?

Em primeiro lugar, os antibióticos não combatem os vírus (por ex. da gripe) como muita gente pensa. Ajudam sim a combater infeções por bactérias (por vezes secundárias à gripe).

Os antibióticos matam as más bactérias e as boas bactérias, ou seja, debilitam o nosso organismo. Estudos demonstram que a toma recorrente de antibióticos altera a composição da boa flora intestinal e, por sua vez, o sistema imunitário.

A toma recorrente também ajuda a desenvolver bactérias resistentes que depois são muito mais difíceis de eliminar.

Nas crianças, a toma recorrente de antibióticos pode inclusive contribuir para uma maior propensão ao desenvolvimento posterior de otites, constipações, alergias, etc.

Sintomas comuns de constipação:

– Corrimento / obstrução nasal;

– Lacrimejo;

– Dor de garganta;

– Dores de cabeça ligeiras;

– Crises de espirros;

– Cansaço.

 

Sintomas comuns de gripe:

– Calafrios, febre;

– Dores e hipersensibilidade muscular;

– Perda de apetite;

– Fadiga intensa;

– Dores de cabeça intensas.

A Medicina Chinesa, em especial a Fitoterapia (mistura de plantas medicinais com efeito terapêutico) e a acupuntura, tem soluções bastante eficazes no que diz respeito à prevenção e tratamento de constipações e gripes, tanto nos adultos, como nas crianças.

Prevenção:

Para além do que é habitual (lavar as mãos, reduzir o stress, dormir bem, fazer exercício, ter uma alimentação saudável), existem combinações de plantas/cogumelos terapêuticos especificamente para reforçar o sistema imunitário. Alguns pontos de acupuntura específicos também ajudam. O tratamento é feito idealmente 2/3 meses antes da época de maior incidência, habitualmente setembro/outubro. Este tratamento é especialmente indicado para quem contrai constipações/gripes com alguma facilidade.

Tratamento na fase aguda:

Se estiver doente, a Medicina Herbal Chinesa também é muito eficaz nesta fase, especialmente se iniciar a toma logo que apareçam os primeiros sintomas.

Vai sentir que os sintomas não agravam e que vão diminuindo rapidamente sem recorrer a medicação e em especial sem infeções secundárias e sem antibióticos!

Insónia

Tratamento da Insónia

A maioria das pessoas passa por vezes noites em que não consegue dormir, a virar de um lado para outro, a sentir-se frustrados e a pensar como é que se vão aguentar no dia seguinte. No entanto, para alguns isto ocorre com demasiada frequência. Ou não conseguem adormecer, ou acordam demasiado cedo e não conseguem voltar a adormecer, ou têm o sono pouco profundo, etc. Para além disto, a insónia tende a agravar com a idade.

insonia

O tratamento com a medicina ocidental focaliza-se principalmente na utilização de medicamentos. Contudo, estes têm efeitos secundários desagradáveis, pois apesar de ajudarem a dormir podem provocar sonolência, apatia, e por vezes um pouco de confusão no dia seguinte. Também podem causar dependência e, quando se tenta retirar a medicação, a insónia normalmente tende a voltar com mais intensidade.

O tratamento com a Medicina Chinesa é baseado num diagnóstico individual, tendo em conta os sintomas individuais de cada pessoa. De uma forma geral, é um excesso de Yang em relação ao Yin. Os órgãos principais responsáveis pela insónia dentro da Medicina Chinesa são o coração, fígado, baço e rins (cada órgão corresponde a sinais e sintomas específicos). O tratamento tende sempre a ir à raiz do desequilíbrio que está a causar a insónia. A Medicina Chinesa não utiliza simplesmente sedativos e tranquilizantes e é por isso que promove um sono tranquilo sem sonolência, moleza e dependência.

Como é que sei que funciona?

Vários estudos têm sido feitos na República Popular da China em relação aos efeitos da Acupuntura e da Medicina Herbal Chinesa no tratamento de vários tipos de insónia. Todos estes estudos demonstram que a Medicina Chinesa consegue ajudar nas pessoas que sofrem de insónia.

Fibromialgia

A fibromialgia, também chamada de síndrome da fibromialgia (SFM), é uma condição que afeta principalmente as mulheres entre os 20 e os 50 anos de idade. Não é reumática, inflamatória, progressiva ou degenerativa e também não se trata apenas de um problema psicossomático ou psiquiátrico.

Em 1987, a (AMA) American Medical Association (Associação Médica Americana), reconheceu SFM como uma verdadeira doença incapacitante.

A fibromialgia pode ser diferenciada de outras doenças músculo-articulares crónicas pela presença de dor muscular crónica generalizada, rigidez, insónia, fadiga, depressão e sensibilidade aumentada em pelo menos 11 de 18 pontos específicos no corpo. Dos doentes com SFM, 70-90% terá também um ou mais dos seguintes sintomas: mal-estar pós-esforço, distúrbios do sono, dores de cabeça, pés inchados, dormência e/ou formigueiro, dificuldade no raciocínio e concentração, tonturas, sensibilidade à luz, ao barulho e/ou cheiros, hipersensibilidade ao stress, menstruação dolorosa e boca seca. Em termos de distúrbios do sono, quem sofre de SFM geralmente adormece bem, mas não é capaz de ter um sono profundo ou acorda demasiado cedo.

fibromialgia

Tendo em conta que a fibromialgia envolve uma série de diferentes sintomas, os médicos ocidentais tentam tratar este transtorno pela prescrição de medicamentos diferentes para cada um dos sintomas. Por exemplo, os antidepressivos são comummente prescritos para tratar os problemas do sono e do humor, e os anti-inflamatórios não-esteróides são prescritos para a dor. Infelizmente, nem todos os pacientes toleram bem os antidepressivos e até mesmo os anti-inflamatórios não-esteróides têm os seus potenciais efeitos secundários. Ironicamente, alguns destes efeitos secundários correspondem a muitos dos sintomas da fibromialgia.

Como é que a Medicina Chinesa trata a Fibromialgia?

Segundo a teoria médica chinesa, a maioria dos pacientes com SFM tem uma desarmonia Fígado-Baço no centro do mecanismo da sua doença. Isto significa que o Qi do seu Fígado está estagnado e o Baço está debilitado. Com base neste mecanismo, os doentes sofredores de SFM podem ter os seus tendões e vasos mal nutridos, podem ter obstrução por humidade-calor, estase de sangue e deficiência do yin ou yang do Rim. O tratamento consiste principalmente na administração oral de fórmulas herbáceas chinesas, no entanto, dependendo do especialista e do padrão individual de cada paciente, a acupuntura, moxabustão (terapia por calor), e/ou massagem chinesa (Tui Na) também podem ser utilizados. Além disso, os profissionais também poderão ter em conta a dieta do paciente e o estilo de vida, a fim de tratar toda a pessoa e eliminar a raiz do problema.

Normalmente, o tratamento da fibromialgia com a medicina chinesa tem uma duração de alguns meses, na sua fase ativa. Os tratamentos também são utilizados de forma preventiva.

Emagrecimento com a Medicina Chinesa

O excesso de peso e a obesidade constitui um dos maiores problemas de saúde e tem aumentado muito nos últimos anos. Em 2002, a OMS estimou em 250 milhões o número de obesos a nível mundial, enquanto que em 2025 deverão contabilizar-se 300 milhões, o que demonstra bem o aumento que está ocorrer. Contudo, de país para país a progressão difere. Em Portugal, a população revela níveis de obesidade em 18% das mulheres e 12% dos homens. Em 2005, um estudo concluiu que cerca de 14,4% da população é obesa e 35% tem excesso de peso, entre os 18 e 65 anos. As taxas de obesidade infantil em Portugal são das mais altas da Europa. Apesar de haver causas genéticas, a alimentação à base de calorias e o sedentarismo contribuem em muito para estas taxas.

Acupuncture-for-Weight-Loss-Cost

As pessoas com excesso de peso têm maior probabilidade de desenvolver problemas de coração, AVC, diabetes, alguns tipos de cancro, problemas da vesícula etc. Também pode causar problemas como apneia do sono (interrupção da respiração durante o sono) e problemas articulares. Alguns estudos indicam que nas pessoas com excesso de peso, perder apenas 5kg a 10kg pode melhorar bastante a sua saúde.

De acordo com a Medicina Chinesa, o tecido adiposo representa excesso de “humidade/fleuma” retida no corpo. Existem várias formas de eliminar esta “humidade” do corpo. O método mais eficaz consiste em aumentar progressivamente o metabolismo basal e melhorar o processamento da água e dos fluidos corporais. Quando isto é feito com a Acupuntura e a Medicina Herbal Chinesa, a perda de peso ocorre naturalmente de uma forma segura e muito provavelmente com efeitos que perduram a longo prazo.

A Acupuntura para perda de peso pode ser efetuada em pontos na orelha (auriculoterapia) e no corpo e, utilizando por vezes uma técnica denominada de electrolipólise. Esta técnica consiste em inserir agulhas de acupuntura no tecido adiposo nas quais se faz passar uma microcorrente elétrica específica. Isto vai ajudar, em especial, na gordura localizada. A Medicina Herbal é depois prescrita no sentido de fortalecer órgãos específicos responsáveis pela metabolização da “humidade/fleuma” retida nos tecidos corporais e de ajudar na sua eliminação.

O facto é que a conjunção da Acupuntura com a Medicina Herbal Chinesa, exercícios apropriados e uma dieta saudável, pode realmente ajudar a perder peso e atingir o seu objetivo. Existem vários estudos efetuados na Republica Popular da China que demonstram isto mesmo.