Doença de Ménière

meniere 1

Foi descrita pela primeira vez em 1861, por um médico francês, Prosper Ménière. A doença de Ménière é um distúrbio do ouvido interno, caracterizado por tonturas recorrentes e vertigens, zumbidos e perda de audição. A sua causa é desconhecida e ocorre mais nas pessoas de meia-idade. As vertigens aparecem repentinamente e têm uma duração de alguns minutos a algumas horas até 24h, antes de desaparecerem gradualmente. Estas crises são tipicamente associadas a náuseas e vómitos. Também pode ocorrer uma sensação de plenitude ou pressão no ouvido afetado. Oitenta a 90% dos casos são unilaterais e os zumbidos podem ser constantes ou intermitentes, possivelmente agravando antes, durante ou depois da crise.
Embora não exista uma cura definitiva, existem várias estratégias de tratamento que ajudam a aliviar os sintomas e a minimizar os impactos desta doença na vida do doente. Na medicina convencional, existem vários medicamentos que proporcionam alívio e, em ultima análise, nos casos mais severos, pode recorrer-se à cirurgia. Os tratamentos com a medicina tradicional chinesa também surtem um ótimo efeito no alívio dos sintomas e de uma forma natural. De acordo com o diagnóstico à luz da medicina chinesa, é prescrito normalmente acupuntura, fitoterapia e provavelmente algumas recomendações dietéticas. Em muitos casos, as duas medicinas podem ser combinadas, proporcionando um alívio ainda maior e melhorando muito significativamente a qualidade de vida do doente.

Anúncios